Prévia da inflação de novembro é a menor para o mês desde 2003

IPCA-15 desacelera; em 12 meses, inflação acumulada voltou a ficar abaixo do centro da meta

tomates

Preço do tomate disparou 50%

O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, desacelerou e ficou em 0,19% em novembro, o menor resultado para o mês desde 2003 (0,17%), segundo informou nesta sexta-feira (23/11) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A taxa de novembro ficou 0,39 ponto percentual abaixo da registrada em outubro (0,58%) e veio mais fraca que o esperado pelo mercado.

Com a desaceleração, a inflação acumulada em 12 meses recuou para 4,39%, voltando a ficar abaixo do centro da meta do Banco Central, que é de 4,5% para 2018. No acumulado de janeiro a novembro, a variação ficou em 4,03%.

Preço do tomate dispara 50%

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, quatro registraram deflação: habitação (-0,13%), saúde e cuidados pessoais (-0,35%), comunicação (-0,02%) e educação (-0,01%).

O maior impacto no índice de novembro veio dos preços dos alimentos e bebidas, que registraram alta de 0,54%, respondendo por mais de dois terços do IPCA-15 de novembro. Entre os maiores aumentos, destaque para o tomate (50,76%) – maior impacto individual no índice do mês -, a batata-inglesa (17,97%) e a cebola (10,01%).

ipca15_nov2018

(fonte: G1)

Você pode gostar...